Entenda e compreenda os sinais do autismo
02 de Abril de 2018 | Datas Comemorativas

Entenda e compreenda os sinais do autismo

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo foi criado pela Organização das Nações Unidas – ONU, em dezembro de 2007, e é comemorado hoje, dia 2 de abril, com o propósito de chamar a atenção de todos sobre o assunto.

Por muito tempo esse transtorno veio sendo tratado como uma doença onde as crianças eram privadas de se socializar de uma forma normal junto com outras crianças.

Com o avanço da tecnologia, estudos foram realizados e o autismo foi classificado como transtorno ou distúrbio, não impedindo a convivência, socialização e aprendizado de nenhum autista.

autismo

O que é o autismo?

É um transtorno ou distúrbio global do desenvolvimento psiconeurológico, podendo o seu grau de comprometimento ser de intensidade variada. Dependendo do comprometimento, o autista poderá apresentar alterações na fala, compreensão, comunicação e em formas graves ter o contato interpessoal restringindo.

Qual a causa do autismo?

Pensava-se que o autismo era um doença adquirida proveniente de uma família problemática e com alterações psicológicas. Porém essa tese, após muito estudo, foi derrubada. Hoje, sabe-se que o mesmo pode ser causado por múltiplos fatores, sendo eles genéticos, biológicos e até mesmo ambientais.

Quais as principais características do autismo?

Os 10 principais sintomas:

  1. Isolamento;
  2. Dificuldade de interação interpessoal;
  3. Contato visual baixo ou nulo;
  4. Fixação por objetos;
  5. Dificuldade de aprendizado relacionado aos métodos normais de ensino;
  6. Sensibilidade a dor;
  7. Sensibilidade emocional;
  8. Sensibilidade ao toque;
  9. Comunicação lenta ou dificultada;
  10. Olhar fixo para algum ponto ou objeto.

Os sintomas do autismo podem ser percebidos nos primeiros meses de vida, mas para ter um diagnóstico confiável de autismo é preciso consultar um excelente médico e realizar os exames e testes necessários.

Quais os tratamentos para o autismo?

Assim que confirmado o diagnóstico, o tratamento deverá ser iniciado rapidamente, dessa forma os prognósticos serão os melhores possíveis.

Não existe um tratamento específico para esse distúrbio crônico, cada paciente autista terá um tratamento exclusivo, seja ele medicamentoso ou terapêutico.

As principais recomendações para um bom tratamento é ter um acompanhamento médico periódico, descobrir uma técnica de comunicação com o autista, respeitar as limitações de cada um e manter tudo organizado sempre, os autistas têm dificuldade de lidar com mudanças bruscas.

Fontes: ABRA – Associação Brasileira de Autismo e Portal Drauzio Varella.

Quer aprender e compreender mais? Separamos abaixo alguns materiais para você:

Series:

  • Atypical
  • Parenthood

Documentario:

  • Life, Animated

Filmes:

  • O Farol das Orcas
  • Temple Grandin
  • Um Elo de Amor

Livro:

  • Autismo – Compreender e Agir em Família

Quer saber os produtos mais usados com recém-nascido, leia o post.

Conheça e fique por dentro das novidades em nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Participe de nosso Grupo no Facebook e fique por dentro dos produtos e categorias com grande promoção.

Lilia Pereira

Apaixonada por viagens, vinhos e pelo mundo dos descontos.